Abesprev informa: Cabesp

Constata-se que a Cabesp, segundo informações de muitos associados, ultimamente não tem aprovado certos tratamentos, procedimentos e exames prescritos por médicos, ocasionando o ajuizamento de medidas judiciais urgentes para que a assistência seja prestada.

 

Talvez a Cabesp  assim proceda na infeliz intenção de reduzir despesa o que tem causado muita preocupação aos 45 mil assistidos da Cabesp. Por outro lado, a Cabesp através de estudos atuariais, tem realçado que o patrimônio de 8 bilhões de reais da assistência Direta se extinguirá por volta de 2040, quando então haverá mais de 10 mil vidas para serem assistidas.

 

Para que essas 10 mil vidas não vejam privadas da assistência médica é importante, segundo a Cabesp, que se faça urgente reajuste na receita mensal, de forma compatível às necessidades futuras.

 

Os estudos atuariais, preocupantes aos associados, estão sendo submetidos à análise das três associações (Abesprev, Afabesp e Afubesp) na busca de uma solução que garanta alongar a duração do patrimônio e que atenda sempre os tratamentos prescritos pelos médicos, mormente os cientificamente mais avançados. 

 

A Abesprev, cuidadosamente, vem analisando as alternativas para debatê-las com as demais associações e com a própria direção da Cabesp, considerando que a próxima reunião sobre o assunto está agendada para o dia 17/01/2018 na sede da Cabesp.