Pandemia dificulta no INSS a concessão da aposentadoria

Pandemia dificulta no INSS a concessão da Aposentadoria. A pandemia de Covid-19, a crise econômica e a reforma da Previdência tornaram o planejamento da aposentadoria uma tarefa ainda mais difícil. Se preparar, no entanto, é fundamental para ter uma vida financeira saudável no futuro.

O primeiro passo é o trabalhador descobrir quando irá cumprir os requisitos necessários para poder solicitar a aposentadoria. Quem já estava perto de se aposentar quando a reforma da Previdência entrou em vigor, em 13 de novembro de 2019, deve ficar atento às regras de transição que adiaram a concessão do benefício.

Diante do alto desemprego e do fim do auxílio emergencial, antecipar a aposentadoria pode ser a saída de muitos trabalhadores para pagar as contas. É preciso conferir o Cnis (extrato de contribuições), pelo Meu INSS, e toda a documentação da vida laboral para se certificar se há possibilidade de entrar com o pedido.

Para quem vê na aposentadoria a oportunidade de fazer empréstimos consignados, que têm juros menores e maior facilidade de pagamento, é preciso ficar atento a um possível descontrole financeiro que pode levar à inadimplência.

O valor da aposentadoria pode ficar abaixo da renda que o trabalhador recebia na ativa. Ao planejar se aposentar, leve em conta todos os gastos básicos da família e faça ajustes para que a nova renda seja suficiente. Se não for, considere trabalhar por mais alguns anos ou reduzir os gastos, mudando o estilo de vida.

“Vale a pena você fazer simulações das regras de aposentadoria, verificando quanto você vai receber em cada uma das regras, avaliando a sua necessidade e possibilidade de aguardar ou não atingir um valor maior”, orienta a advogada Priscila Arraes Reino.   (mix vale)