Proposta cria idade mínima de 65 anos a novo segurado

Uma das propostas de reforma da Previdência discutida pelo governo Jair Bolsonaro cria idade mínima de 65 anos para as aposentadorias urbanas do INSS apenas para homens e mulheres que passarem a contribuir a partir da publicação das novas regras.

De acordo com esse texto, o tempo obrigatório de contribuição para os novos segurados é de 20 anos.

Para aqueles que já são segurados ou passarem a contribuir antes da publicação da reforma, a aposentadoria sem idade mínima seria possível quando houvesse tempo de contribuição de 30 anos, se mulher, e 35 anos, se homem, desde que a soma da idade ao período contribuído alcance 86 pontos (mulher) e 96 (homem).

Essa pontuação valeria como regra de acesso aos benefícios para aqueles que a completassem até o fim deste ano.

A partir de 1º de janeiro de 2020, a exigência subiria um ponto a cada ano, até o limite de 105 pontos, para mulheres e homens. (Agora São Paulo)