Recurso no INSS pode sair mais rápido com ação judicial

Responsáveis por reavaliar as negativas de benefícios ou revisões a segurados do INSS, as Juntas de Recursos da Previdência Social estão longe de ser uma solução rápida para disputas entre a autarquia e seus segurados.

Em São Paulo, o INSS leva, em média, 204 dias –quase sete meses– só para encaminhar os recursos dos beneficiários ao órgão julgador.

O prazo legal é de 30 dias.

A lentidão motivou o Ministério Público Federal a reforçar uma recomendação para que o INSS cumpra a legislação.

Desde 2016, o instituto é investigado sobre os procedimentos de atendimento aos segurados. (Agora São Paulo)