Salário de até R$ 3.556 deveria ser isento do IR

A tabela do Imposto de Renda (que determina quanto cada contribuinte deve pagar ao Fisco de acordo com a faixa salarial) acumula defasagem de 88,4% desde 1996, segundo estudo do Sindifisco (sindicato dos auditores fiscais da Receita Federal).

De acordo com o levantamento, se a tabela fosse corrigida pela inflação acumulada dos últimos 21 anos, não teria desconto do IR quem recebesse salário de até R$ 3.556,56.

Hoje, é isenta a renda mensal de até R$ 1.903,98. (Agora São Paulo)